Potencial

A marca do seu combustível

Blog Potencial

Pesquisa aponta aumento dos pedidos nos apps de transporte particular

Pesquisa aponta aumento dos pedidos nos apps de transporte particular

Painel conduzido pela Toluna mostrou também que a Uber é a empresa preferida dos brasileiros entre os apps de transporte.

Uma pesquisa online conduzida pela empresa Toluna, líder global na oferta de insights digitais para empresas, sobre os hábitos dos brasileiros em relação à mobilidade e o uso de aplicativos de transporte particular mostrou que, entre os entrevistados que já fazem uso dos apps, os pedidos tornaram-se ainda mais frequentes no último ano. O mesmo estudo aponta que os passageiros dos táxis estão utilizando a modalidade cada vez menos.

Quando perguntados qual meio de transporte, incluindo trem, ônibus e metrô, os entrevistados passaram a utilizar mais ou menos no último ano, o táxi teve um dos maiores declínios: 37% dos usuários de taxi declararam usar menos este meio de transporte do que há um ano. Já os serviços de transporte particular obtiveram o maior aumento no número de pedidos e seu uso tornou-se ainda mais frequente para 68% dos entrevistados que já o utilizavam, seguido da bicicleta: 36% dos ciclistas passaram a pedalar mais no último ano.

Uber é a empresa preferida entre 86% dos entrevistados que usam este tipo de serviço. Ela também é a mais utilizada (98%) seguida por 99 Pop (38%) e Cabfy (27%). Preço das corridas (72%), rapidez no atendimento das solicitações (48%) e facilidade no uso do aplicativo (46%) foram os três principais diferenciais da Uber destacados na pesquisa.

Hábitos de uso dos apps

O serviço é muito recente para a grande maioria. 64% começaram nos últimos 12 meses e somente 8% há mais de dois anos, período em que os aplicativos começaram a ser implementados no Brasil. No mesmo período, 68% confirmaram um aumento no uso e apenas 9% reduziram. Para 58%, os apps são parte essencial do dia a dia.

Com relação ao gasto médio mensal com os aplicativos de transporte particular, 40% afirmam desembolsar até R$ 50,00 por mês, 23% entre R$ 51,00 e R$ 100,00 reais e outros 23% entre R$ 101,00 e R$ 300,00. Mais da metade dos consultados faz uso do serviço mais de uma vez por semana, sendo que desses 25% diariamente.

Entre as ocasiões mencionadas para o uso dos apps como recurso de transporte estão eventos como shows, teatro e restaurantes (65%) e que muitas vezes são acompanhados de consumo de bebidas alcoólicas. O uso para deslocamentos até aeroportos e rodoviárias, locais de difícil acesso, pouca disponibilidade de transporte público ou estacionamentos muito caros, também é bastante alto. Além disso, cerca de 1/5 dos entrevistados que usam os apps, o fazem como complemento ao transporte coletivo.

Outro ponto do estudo mostrou que para 60% dos consultados, os carros disponíveis nas empresas de serviço de transporte particular como Uber, Cabfy e 99 Pop são melhores que os táxis em aspectos como conforto, limpeza e cortesias oferecidas.

A pesquisa foi realizada com homens e mulheres com 18 anos ou mais das classes A, B e C em todo o Brasil, no total de 520 pessoas consultadas.

Fonte: SEGS

Categoria(s): , . | Tag(s): , , , , .

Uma empresa do Grupo Potencial.