Potencial

A marca do seu combustível

Blog Potencial

Setor de caminhões sai do buraco

Setor de caminhões sai do buraco

As fabricantes de caminhões passaram o ano trabalhando para reduzir as perdas nas vendas do ano passado e, a um mês do fim, o êxito na missão é dado como certo. Se em janeiro o desempenho era 33,3% negativo na comparação com 2016, em novembro a diferença para as vendas do ano passado chegou a menos 0,5%, sendo emplacadas nos onze meses 45 mil 865 unidades.

Segundo Antonio Megale, presidente da Anfavea, o segmento fechará o ano no azul com as vendas de dezembro: “Já está no positivo com as vendas feitas até a terça-feira. Somadas as vendas de dezembro o segmento conseguiu voltar a crescer embora a base de comparação seja pequena e o País precise melhorar para que sejam vendidos mais caminhões”.

Apenas em novembro foram vendidos 5 mil 472 caminhões aqui, melhor desempenho comercial desde dezembro de 2015, segundo números da Anfavea divulgados na quarta-feira, 6. Embora o cenário tenha sido favorável ao crescimento de janeiro a novembro, com Selic menor e a realização da Fenatran, evento que animou o setor em termos de negócios fechados, as empresas esperam terminar o ano com vendas no mesmo nível de 2017, na faixa das 50 mil unidades:

“Acreditamos que teremos um primeiro trimestre de 2018 bastante positivo porque será o período em que poderemos contabilizar as vendas feitas durante a Fenatran”.

As vendas de pesados de janeiro a novembro foram maiores do que as realizadas em igual período ano passado, uma realidade que não pode ser vista nas demais categorias, que apresentaram queda quando comparadas com as vendas feitas em 2016.

No acumulado do ano foram vendidos 16 mil 576 caminhões pesados no Brasil, 19,7% a mais do que em 2016: “É um número positivo, mas o País precisa sair da letargia em termos de obras de infraestrutura, por exemplo, que é um vetor que torna vikável a venda de caminhões”.

Para Megale puxaram as vendas as renovações de frotas promovidas em empresas que atuam nos setores de bebida e varejo.

Quando comparado o desempenho de vendas de novembro deste ano com o de 2016 percebe-se o crescimento em todas as categorias. No mês foram vendidos 2 mil 57 pesados, 80,8% a mais do que em novembro do ano passado, 1 mil 434 semipesados, 34,5% a mais, e 1 mil 159 leves, 15,7% a mais do que em novembro anterior.

Em volume, nos pesados, a Volvo emplacou 4 mil 510 veículos, 21,1% a mais do que nos primeiros onze meses de 2016. Desempenho seguido de perto pela Mercedes-Benz, que emplacou 4 mil 398 unidades, 18,3% mais. A Scania as segue, com 4 mil 238 unidades, volume 28,9% mais alto que o do ano passado. A MAN vem na sequência: 1 mil 704 unidades emplacadas, volume 7,2% maior do que nos onze meses de 2016.
Autodata – Online – 06/12/2017

Fonte: Fenabrave

Categoria(s): , . | Tag(s): , .

Painel com e-commerce será novidade em carros da GM

Painel com e-commerce será novidade em carros da GM

A montadora General Motors anunciou nesta terça-feira, 5, que vai equipar novos modelos de carro com um painel que permite acesso a uma plataforma de comércio eletrônico. Com isso, a montadora mostra que está apostando que os motoristas e passageiros vão encomendar comida, encontrar postos de combustível e até reservar hotéis por meio de ícones na tela mostrada no painel, em vez de usarem seus próprios smartphones. A companhia acredita que intermediar essas transações pode se tornar uma nova fonte de renda no futuro.

A plataforma de comércio eletrônico da GM vai funcionar como um marketplace, isto é, terceiros vão vender seus produtos e serviços por meio do painel dos carros para os consumidores interessados. A tecnologia será embarcada em cerca de 1,9 milhão de carros modelo 2017. Mais de 4 milhões de carros das marcas Chevrolet, Buick, GMC e Cadillac vão estar equipados com o painel até o final de 2018.

A empresa, contudo, não revelou quanto vai receber dos comerciantes que usarem a plataforma. Os consumidores, por outro lado, não terão de pagar para ter acesso às ofertas, nem pelos dados utilizados para transmitir as informações pela internet para permitir as transações. “Essa plataforma é financiada pelos merchants”, disse vice-presidente de experiência do usuário da GM, Santiago Chamorro. Segundo ele, ainda é cedo para prever qual será a receita obtida pela GM com a nova linha de negócio.

A inovação, porém, enfrentará dificuldades para se popularizar, por conta do uso intenso de smartphones, que oferecem uma variedade muito maior de aplicativos do que a plataforma da GM. Além disso, a empresa não é a única a estar investindo nessa nova linha de negócios: a gigante do comércio eletrônico Amazon está fazendo parcerias com montadoras, como a Ford, para incluir nos carros a assistente pessoal Alexa.

A GM vai lançar seus marketplace com apenas Shell e Exxon Mobil na categoria de combustíveis. O único restaurante disponível para reserva de mesa a partir do carro será a cadeia TGI Fridays. Além deles, haverá aplicativos para estacionamento e para delivery em redes como Starbucks, Dunkin’ Donuts e Applebee’s. “Vamos adicionar outras empresas”, disse Chamorro. A empresa também pretende expandir a integração do serviço com serviços de música, notícias e outras informações.

O Estado de S.Paulo – Economia & Negócios – 06/12/2017 – Pág. B12

Fonte: Fenabrave

Categoria(s): . | Tag(s): , , .

Aplicativo vai avisar quando motorista levar multa em Salvador-BA

Aplicativo vai avisar quando motorista levar multa em Salvador-BA
Lançado pela Transalvador, o app já está disponível na Google Play.

Quando o mês de julho chega, o engenheiro químico Mateus Saraiva, 26 anos, sabe que pode ter uma surpresa na hora de pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Em um único ano, descobriu que tinha levado quatro multas cujas notificações nunca chegaram. “O carro tem placa de Valença, então (as cartas) nunca chegam em casa. Só descubro assim”, conta.

O caso de Mateus não é incomum, entre os motoristas. Mas, se antes, para saber se estava prestes a pagar uma multa, era preciso esperar a chegada da cartinha amarela em casa, agora a informação vai ficar disponível de uma forma mais prática e rápida. A partir desta segunda-feira (27), quem for autuado pela Transalvador vai ficar sabendo da notificação pelo celular em até três dias. Hoje, o tempo médio para a multa ser enviada ao usuário é de 20 dias.

O alerta para as multas é uma novidade faz parte da nova atualização do aplicativo NOA Cidadão, que está disponível gratuitamente na Google Play para celulares com sistema Android. Em até um mês, o app deve ser lançado também na App Store, de acordo com a assessoria do órgão de trânsito. Mais de 15 mil pessoas já baixaram o software.

De acordo com o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller, o objetivo da notificação pelo celular é a redução do número de infrações. “A gente acredita que, muitas vezes, o efeito educativo da autuação não é sentido, porque a pessoa nem lembra o que aconteceu. Quanto mais rápido ela souber, mais ela vai sentir. A intenção de fazer chegar mais rápido é que a pessoa evite receber multas numa sequência”.

Para Mateus, esse vai ser um ponto positivo. Como divide o carro com a irmã, vai ser até mais fácil lembrar quem está dirigindo no momento da infração. Hoje, vez ou outra, ele entra confere na internet sem tem multas. “Mas ninguém acorda pensando: ‘nossa, vou procurar as multas que tenho’. Por isso mesmo, nunca consigo contestar e é difícil lembrar o que aconteceu no dia. Mas saber em três dias, numa realidade de tempo de multa, é quase saber em tempo real”, opina.

Como funciona

Para acessar, basta fazer o download do app no site do NOA Cidadão ou na Google Play e cadastrar os dados do veículo – no caso, o Renavan e placa. Além da consulta à autuação, é possível conferir a segunda via de notificações e receber alertas de ocorrências de grande impacto no trânsito, além de alterações para eventos e vencimento de multas.

Quando a pessoa for visualizar as notificações, vai poder conferir os detalhes da situação, além de informações como prazo de defesa e apresentação de condutor. No entanto, segundo Fabrizzio Muller as novas funcionalidades do aplicativo não vão alterar a programação de envio e recebimento da notificação por correspondência impressa (as vias amarela e verde).

“Os alertas por celular não têm valor legal de notificação, ou seja, o condutor continuará recebendo as notificações em casa normalmente”, explicou. Qualquer veículo com placa válida no Brasil mas que tenha cometido infrações em Salvador pode acessar o aplicativo. É possível, inclusive, fazer o cadastro de mais de um carro – incluindo veículos de empresas, locadoras de veículos e até famílias.

Por enquanto, ainda não dá para apresentar o recurso contra a infração pelo aplicativo. De acordo com Muller, o recurso online estará disponível no Portal Simplifica, que deve ser lançado pela prefeitura em dezembro.

Georreferenciamento

Para conseguir usar o NOA Cidadão, o usuário tem que se cadastrar e informar nome completo, endereço, e-mail e senha. Através de um sistema de georreferenciamento, a Transalvador sabe precisamente, por exemplo, onde a fiscalização deverá atuar mais, além dos dias da semana e horários em que há mais incidência de determinadas ocorrências reportadas.

O aplicativo ainda serve para atender problemas que envolvam outros órgãos, como queda de árvore ou pontos de alagamento. Nos casos de acidentes com vítimas, por meio do sistema, o cidadão aciona a Transalvador, que informa a ocorrência ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Desde junho de 2016,  o app já recebeu quase 26 mil solicitações do tipo. As principais ocorrências, segundo a assessoria do órgão, são estacionamento irregular (15.420), semáforo com defeito (2.580) e interferência no trânsito (2.545). Os bairros com maior número de solicitações são Pituba (2.714),  Rio Vermelho (1.444) e Brotas (802).

Fonte: Correio 24 horas

Categoria(s): , . | Tag(s): , , .

Preço da gasolina vai perder o terceiro dígito em BH

Preço da gasolina vai perder o terceiro dígito em BH

Os postos de gasolina de Belo Horizonte terão de acabar com o terceiro dígito do preço pelo litro da gasolina vendida na capital. A lei 11.081/17, que estabelece a regra, foi sancionada pelo prefeito Alexandre Kalil (PHS) e publicada nesta sexta-feira (1) no Diário Oficial do Município e passa a valer no prazo de 90 dias.

Pela legislação, “serão expressos com 2 (duas) casas decimais, no painel de preços e nas bombas medidoras, os preços por litro de todos os combustíveis automotivos comercializados no Município”. Os postos que violarem a regra estarão sujeitos a sanções administrativas previstas no código de defesa do consumidor. Caberá à prefeitura, por regulamentação que deve ser feita nos próximos dois meses, determinar o órgão responsável pela fiscalização do cumprimento da lei.

Fonte: Estado de Minas

Categoria(s): . | Tag(s): , .

Uma empresa do Grupo Potencial.